Atendimento: Seg - Sex | 09:00-18:00
Email: contato@kardan.com.br Envie uma mensagem: (47) 99971-5155

A publicidade no maior buscador do mundo, o Google, tem ganhado cada vez mais discussões desde que a Lei Geral de Proteção de Dados foi sancionada, em 2018. A legislação motivou um certo medo por quem trabalha com essa estratégia de marketing. Em especial, porque algumas das principais bases legais não estão sendo compreendidas corretamente. Mas então como ficará a LGPD e os anúncios do Google?

Sabemos que a mídia digital paga é um negócio complexo, cheia de particularidades. Mas a não adequação das novas regras podem impactar as empresas em muitos aspectos, desde advertências até multas pesadas.

Para evitar consequências negativas, tentamos esclarecer melhor a relação entre a LGPD e os anúncios no Google. Apresentamos neste artigo, de que forma entrar em compliance, além de crescer muito com tudo isso. Saiba mais no artigo a seguir.

 

O que a LGPD impõe?

Para todos os efeitos, a nova lei traz dez princípios, que dentre os principais estão: transparência, legítimo interesse, segurança e finalidade para a coleta e uso de dados pessoais. Isso significa que você precisa deixar claro o propósito para o recolhimento das informações, ter o consentimento do titular e proteger o que for tratado ou armazenado.

Nesse caso, os anúncios do Google sofrem algumas alterações, considerando que, hoje eles são totalmente personalizados para atingir apenas a audiência que se interesse por determinados produtos ou serviços. Assim, é preciso pensar, no mínimo, nesses quatro princípios da legislação.

 

Qual a relação entre a LGPD e os anúncios do Google?

A maneira como anunciamos hoje, medindo e cruzando dados das pessoas para fazer uma entrega mais assertiva da publicidade, não será mais a mesma com a LGPD. A maior mudança será a adição de etapas para informar aos usuários o recolhimento, armazenamento e tratamento das informações e para qual finalidade.

Uma maneira de fazer isso é por meio da atualização na política de privacidade dos sites que utilizem os serviços do Google, direcionando para um link onde explica como são gerenciados os dados.

Além disso, esses dados devem estar em um local de livre acesso aos titulares, dando permissão para que solicitem alteração ou exclusão do que está guardado, quando julgarem necessário. Isso sem mencionar que para cada coleta com ação diferente, demanda uma nova solicitação.

A partir do consentimento, as listas de público-alvo, principalmente em questões de remarketing, também terão que garantir conformidade. Quem optou por não receber anúncios personalizados, não poderá ter a tag ativa para que as campanhas sejam entregues.

 

A nova lei impactará negativamente os anúncios do Google?

Logo quando foi sancionada, a regulamentação deixou em alerta as empresas que usam dados pessoais para customizar a entrega de suas campanhas. Mas, a verdade, é que as bases legais podem enriquecer o mercado de publicidade online.

Ao passo em que os titulares precisam dar uma licença para que suas informações sejam usadas, estas se tornam muito valiosas, afinal, apenas quem gosta muito em certo assunto permite que as marcas enviem criativos para as suas contas.

Por esse motivo, gera uma grande segmentação extremamente qualificada, considerando a aglomeração de um público com alta taxa de conversão. Deste modo, diminuio CAC (Custo de Aquisição de Cliente) e eleva o ROI (Retorno Sobre o Investimento).

Assim, com a LGPD, os dados se tornam mais confiáveis, pois são oferecidos diretamente pelos usuários, sem a necessidade de fazer pesquisas para tanto. E o melhor: esses clientes realmente têm legítimo interesse em conhecer mais das soluções de um negócio e estão dispostos a fazer a primeira ou novas compras.

Entender o impacto da LGPD nos anúncios do Google não é tão difícil. Podemos concluir e lembrar que o titular sempre será o centro das ações, e não a as regras propriamente ditas. A legislação foi criada para respeitar o direito à privacidade das pessoas, por isso, sempre que for produzir suas campanhas, pense nisso.

Quer se aprofundar no assunto? Saiba como adaptar suas campanhas de marketing para a LGPD e fique dentro da lei!

 

Deixe uma mensagem

Open chat
Olá,
Como podemos lhe ajudar? Se quiser falar conosco via whatsapp, clique no botão abaixo e envie-nos uma mensagem.