Atendimento: Seg - Sex | 09:00-18:00
Email: contato@kardan.com.br Envie uma mensagem: (47) 99971-5155

Assim como outros segmentos, os consultórios e clínicas precisam divulgar os seus serviços para atrair e fidelizar pacientes, pois a concorrência nesse mercado também é grande. Para isso, nada melhor do que utilizar as mídias online para aplicar o marketing médico. É fundamental ficar atento às restrições que o Conselho Federal de Medicina impõe aos profissionais da saúde. Como usar as redes sociais sem ser punido pelo CFM pode ser um desafio para muitos, existem maneiras de resolver esse impasse.

A seguir, você entenderá melhor quais são as proibições dessa área e como o marketing nesse mercado pode ser aplicado sem receber punições pelos atos praticados, de acordo com os conselhos federais e regionais de medicina. Ficou curioso? Então, continue a leitura!

 

O que é o CFM?

Criado em 1951, o Conselho Federal de Medicina tem como finalidade fazer atribuições constitucionais que fiscalizem e normatizem as práticas médicas. Uma das suas resoluções diz respeito ao marketing empregado nessa área, o qual é muito rigoroso.

Em resumo, a divulgação dos locais de consultas e tratamentos devem seguir as normas do CFM, pois não é aceito que as ações online ou offline aparentem uma propaganda do trabalho, no sentido de que é o melhor da região pelos pequenos diferenciais, como equipamentos utilizados.

 

Como usar as redes sociais sem sofrer punições do CFM?

As redes sociais são grandes alternativas para fazer publicidade dos serviços, inclusive dos profissionais da saúde. Nesse caso, basta ficar atento ao que diz o CFM para não ganhar multas e advertências, já que diversas formas de publicar conteúdos e campanhas de marketing estão proibidas. Por isso, separamos algumas práticas para ajudar você nesse processo. Acompanhe:
 

Não se autopromova

Mesmo que você invista em equipamentos de ponta e faça inúmeros cursos para se capacitar, é proibido usar expressões como “o melhor” ou “o mais capacitado” e nem dizer que a clínica é a mais moderna no que faz. Assim, isso incluí a não publicação das aparelhagens que há no consultório e a garantia de resultados satisfatórios devido a esse fator.

Deste modo, é possível que você possa falar sobre a importância de cada equipamento para tratar e diagnosticar as doenças, mas sem promover o seu negócio em função disso. Sendo assim, você consegue despertar a curiosidade e uma necessidade no seu público, o que os levam até o seu ambiente físico para se consultar.
 

Não utilize imagens dos seus pacientes

É normal os médicos ficarem orgulhos dos seus trabalhos e quererem mostrar para todas as pessoas verem. Nas plataformas de comunicação, sempre encontramos nutricionistas, por exemplo, publicando o famoso “antes e depois” para anunciar seus serviços. Mas essa prática não é permitida, nem mesmo com a autorização do paciente.

Primeiro porque isso é antiético e, segundo, porque o resultado sofre variações em cada pessoa até com a utilização do mesmo procedimento, por isso, não é garantia de bons resultados em todos. Além disso, a ação não é bem vista pela comunidade médica.
 


 

Use as redes sociais para ensinar

O próprio Conselho Federal de Medicina incentiva campanhas que sejam educativas. Sabendo disso, use o marketing de conteúdo ao seu favor e crie vídeos, infográficos, podcasts e blogposts para ensinar sobre os temas da especialidade que atua.

Suponhamos que um cardiologista se interesse em produzir materiais em seus canais. Nessa situação, ele pode falar sobre temas que envolvem o bem-estar do coração, como a prática de exercícios físicos, alimentos benefícios, entre outros.
 

Não informe preços e descontos

A saúde é entendida como um bem que não deve ser comercializado. Embora, existam profissionais que façam isso, é estritamente proibido divulgar os valores dos seus tratamentos, consultas, promoções, descontos, formas de parcelamento e pagamento para mostrar um diferencial da clínica ou consultório médico.

Mas não confunda isso com não pode fazer. A prática de parcelar os procedimentos e conceder descontos aos pacientes mais antigos é permitida, no entanto, apenas não se pode criar conteúdos que promovam essas ações e divulgá-las via site ou redes sociais.

 

Por que buscar por uma agência de marketing médico nesse processo?

Além dessas regras, o CFM estabelece muitas outras e uma empresa especializada em marketing para médicos tem total conhecimento sobre elas, o que evita transtornos desnecessários com as sanções dos conselho federais e estaduais.

Isso sem mencionar que contratar uma agência que entenda do assunto, é fundamental para ser assertivo nas estratégias e atingir o seu público-alvo, sem se preocupar com as normas estabelecidas para esse segmento. Assim, além de deixar o seu marketing profissional, ainda permite que você trabalhe despreocupado e atenda com dedicação os seus pacientes.

Usar as redes sociais sem ser punido pelo CFM não é algo complicado. Basta ficar atento as regras para não correr o risco de denúncias e punições graves. Mas, se você prefere não arriscar, procure por uma empresa que saiba quais estratégias de marketing podem ser aplicadas para evitar problemas com o CFM. Gostou do artigo? Quais são as suas táticas para atrair pacientes para o seu negócio? Conte para nós nos comentários.

 

Deixe uma mensagem

:: Últimos posts

médico particular precisa ter um site
Um médico particular precisa ter um site na internet
19 de outubro de 2020
LGPD para clínicas de radiografia
Adequação LGPD para clínicas de radiografia
16 de outubro de 2020
site médico pode garantir a agenda cheia
Um site médico pode garantir a agenda cheia todo mês
12 de outubro de 2020
LGPD para clínicas de estética
Adequação LGPD para clínicas de estética
9 de outubro de 2020
Blog para médico
Qual a importância de um blog para médico
5 de outubro de 2020

Receba dicas exclusivas

Assine nosso boletim e receba dicas exclusivas e informações úteis sobre marketing médico:
Open chat
Olá, notamos que você está lendo sobre Como usar as redes sociais sem ser punido pelo CFM. Se você tem alguma dúvida pessoal ou está pesquisando para alguém, fale com um de nossos especialistas agora. Clique no ícone abaixo e fale via Whatsapp.